Df Projetos, arquitetura e design de interiores

ARTIGOS

artigos, que falam de grandes artigos Digo-lhes hoje, meus amigos, embora nos defrontemos com as dificuldades na arquitetura, de hoje e de amanhã, que eu ainda tenho um sonho. E um sonho profundamente enraizado num sonho transformador.

Aprenda aqui sobre tipos de medeiras e onde usá-las!

Madeira: IpêMadeira: Ipê

Árvore Ipê

A madeira é ótima para usos externos, como vigas de pontes, postes e moirões, para confecção de artefatos torneados, bengalas carrocerias, tonéis, etc. A árvore é extremamente ornamental, constituindo seu florescimento num belo espetáculo da natureza. Por essa razão essa espécie foi escolhida como a “árvore símbolo do país” através de decreto federal. É ótima para o paisagismo em geral, infelizmente é a menos cultivada entre todos os ipês. Pelo porte um tanto elevado, é mais apropriada para arborização de parques e praças.

Madeira: Ipê TabacoMadeira: Ipê Tabaco

Ipê Tabaco

A madeira apresenta qualidade regular, própria para obras internas, construção civil, cabos de ferramentas e de instrumentos agrículas, moirões, papel e lenha.
A árvore é muito ornamental, sendo por demais interessante para o paisagismo pela elegância das plantas. Pela facilidade de multiplicação e rapidez de crescimento, não pode faltar nos reflorestamentos heterogêneos destinados á recomposição de áreas degradadas de preservação permanente.

Madeira: SamaumaMadeira: Samauma

Sumauma

A madeira, empregada na construção de embarcações, para miolo de compensados e produção de celulose . A pluma que envolve as sementes, denominada “kapok” e muito utilizada industrialmente para confecção de bóia e salva -vidas, para enchimento de colchões e travesseiros e, como isolante térmico. Da semente extrai-se um óleo comestível usado também para a iluminação e fabricação de sabão.

Madeira: FreijóMadeira: Freijó

Freijó

A madeira é empregada na confecção de móveis finos, folhas faqueadas decorativas, painéis, coronhas de armas, tonéis, lambris, persianas, venezianas, na construção naval e civil como ripas, batentes molduras, guarnições, sarrafos, etc. A árvore apresenta características ornamentais, principalmente quando em flor, pode ser empregada com sucesso no paisagismo em geral.

Madeira: LouroMadeira: Louro

Louro

A madeira é amplamente empregada na confecção de mobiliário de luxo, para revestimentos decorativos, lambris,persianas,réguas, obtenção de lâminas faqueadas para revestimento de móveis para a confecção de pequenas embarcações, tonéis caixilhos, etc. A árvore apresenta qualidades ornamentais e pode ser utilizada no paisagismo em geral. É ótima para reflorestamentos heterogêneos destinados á recomposição de áreas degradadas de preservação permanente.

Madeira: PerobinhaMadeira: Perobinha

Perobinha

A madeira é empregada para acabamentos internos em construção civil, como batentes de portas e janelas, tacos e tábuas para assoalho, esquadrias, divisórias, para trabalhos de entalhe e de torno, para confecção de móveis, carrocerias, formas de calçados, cabos de ferramentas, etc.

Madeira: CarrapichoMadeira: Carrapicho

Carrapicho

A madeira é indicada para construção civil, com caibros, vigas, ripas, para confecção de cabos de ferramentas agrícolas, carrocerias, etc. A árvore proporciona ótima sombra e pode ser empregada na arborização em geral. Pode também ser empregada em reflorestamentos heterogêneos de áreas degradadas visando a recomposição florestal.

Madeira: ImbuiaMadeira: Imbuia

Imbuia

A madeira é uma das mais procuradas para confecção de mobiliário de luxo, principalmente pela sua beleza. Muito utilizada também para construção civil como tacos, esquadrias, lambris, para obras expostas como dormentes, pontes e moirões, para marcenaria de luxo, contraplacados, laminados e carpintaria. A árvore é bastante ornamental e pode ser usada com sucesso no paisagismo em geral. Seus frutos são avidamente procurados por várias espécies de pássaros, sendo presença obrigatória nos plantios mistos de áreas de preservação permanente.

Madeira: JatobáMadeira: Jatobá

Jatobá

A madeira é empregada na construção civil, como vigas, caibros, ripas, para acabamentos internos, com marcos de portas, tacos e tábuas para assoalhos, para confecção de artigos de esporte, cabos de ferramentas, peças torneadas esquadrias e móveis. A árvore, de fácil multiplicação, não pode faltar na composição de reflorestamentos heterogêneos e, na na arborização de parques e grandes jardins. Os frutos contém uma farinha comestível e muito nutritiva , consumida tanto pelo homem como pelos animais silvestres.

Madeira: SucupiraMadeira: Sucupira

Sucupira

A madeira é empregada para acabamentos internos, como assoalhos, lambris, molduras, painéis e portas. A árvore é extremamente ornamental quando flor, podendo ser empregada com sucesso no paisagismo em geral. É particularmente útil para arborização de ruas estreitas. Planta pioneira e adaptada a terrenos secos e pobres, é ótima para plantios em áreas degradadas de preservação permanente.

Madeira: CedroMadeira: Cedro

Cedro

A madeira é largamente empregada em compensados, contraplacados, esculturas e obras de talha, modelos e molduras, esquadrias, móveis em geral, marcenaria na construção civil, naval e aeronáutica, na confecção de pequenas caixas, lápis e instrumentos musicais, etc. A árvore é largamente empregada no paisagismo de parques e grandes jardins. Não deve faltar na composição de reflorestamentos heterogêneos de áreas degradadas de preservação permanente. Nunca deve ser plantada em agrupamentos homogêneos devido ao ataque de broca.

Madeira: MognoMadeira: Mogno

Mogno

A madeira é indicada para mobiliário de luxo, objetos de adorno, painéis lambris, réguas de cálculo, esquadrias, folha faqueadas decorativas e laminados, contraplacados especiais, acabamentos internos em construção civil como guarnições, venezianas, rodapés molduras, assoalhos, etc. A árvore é muito ornamental, podendo ser usada com sucesso na arborização de parques e grandes jardins. Apresenta bom desenvolvimento na região centro-sul do país.

Gostou do post? Comente!

%d blogueiros gostam disto: