Df Projetos, arquitetura e design de interiores

ARTIGOS

artigos, que falam de grandes artigos Digo-lhes hoje, meus amigos, embora nos defrontemos com as dificuldades na arquitetura, de hoje e de amanhã, que eu ainda tenho um sonho. E um sonho profundamente enraizado num sonho transformador.

Museu do Amanhã de Santiago Calatrava no Rio de Janeiro

Está prestes a ser inaugurado no Rio de Janeiro o Museu do Amanhã, projeto de Santiago Calatrava com a parceria local do escritório Ruy Rezende Arquitetura. Iniciada em 2010, a concepção da obra pelo arquiteto espanhol se relaciona com a remodelação urbana do entorno da praça Mauá, assim como com o projeto global de requalificação da região portuária da cidade, do qual o museu se beneficia a partir de espaços livres e visuais desimpedidas resultantes da demolição da Perimetral. É nesse contexto que Calatrava defende o partido escultórico, em conformidade com a linguagem característica do seu acervo de trabalhos. Erguido paralelamente ao píer que o abriga, o museu é cercado por espelhos d’água, vias de circulação para ciclistas e pedestres e até uma área verde com espécies típicas da mata atlântica. A fruição pública da paisagem envoltória é complementada pelas praças e equipamentos de estar do espaço urbano lindeiro, totalizando 38,5 mil metros quadrados de área de implantação.

Museu do Amanhã de Santiago Calatrava no Rio de Janeiro

Ao longo do desenvolvimento da arquitetura o projeto foi ganhando programa, que culminou com a curadoria, coordenada pela Fundação Roberto Marinho, de um centro de ciências e humanidades.

Se, por um lado, as características escultóricas da obra se referem tanto às dimensões superlativas quanto à linguagem arquitetônica de exceção, com curvas virtuosas e assimétricas entre si conjugadas à provisão de sofisticados mecanismos automatizados, por outro a exposição que irá abrigar tem partido hermético e intimista, baseado na expografia audiovisual. Um grande invólucro, assim, contendo sequência linear de pequenos núcleos expositivos na nave central do segundo pavimento da edificação, é o princípio configurador do Museu do Amanhã, o que caracteriza sua dupla escala.

15222343 amanha3 arq_55936 felipe-fittipaldi maxresdefault Museu-do-Amanhã-02 who-is-the-mother-on-how-i-met-your-mother

Gostou do post? Comente!

%d blogueiros gostam disto: