Df Projetos

ARTIGOS

artigos, que falam de grandes artigos Digo-lhes hoje, meus amigos, embora nos defrontemos com as dificuldades na arquitetura, de hoje e de amanhã, que eu ainda tenho um sonho. E um sonho profundamente enraizado num sonho transformador.

O que você acha e estudar em um contêineres

Do arquiteto. Uma estrutura em contêineres foi concebida como um espaço aberto para a OpenSchool. Posicionada ao longo da beira do rio para incentivar o espaço recreativo da orla, permite aos usuários de serem visitantes, espectadores e atores durante o curso do programa de Arte Pública da APAP2010.

© Kim Myoung-Sik

© Kim Myoung-Sik

Oito contêineres são distorcidos em 45 graus e combinados em um padrão de espinha de peixe gerando um volume em forma uma grande seta que paira três metros sobre a paisagem. A estrutura está estrategicamente colocada sobre a passarela de pedestres Hakwoon ao nível da cidade, na beira da descida para a margem do rio, marcando o território como um lugar central de reunião, repouso e contemplação.

O que você acha e estudar em um contêineres

Três áreas distintas e interligadas fornecem uma seqüência de várias experiências espaciais dentro do OpenSchool:

Guardar no Meu ArchDaily

Fachada

Fachada

1. Ao nível do solo, a sombra da estrutura de contêineres de transportes torna-se um anfiteatro público aproveitando a topografia  inclinada existente. A seção inferior do anfiteatro oferece um ponto de vista sobre a paisagem ao longo da margem do rio. A seção superior, atingindo um nível mais alto, envolve o principal espaço aberto abaixo da estrutura, transformando-o em um lugar para apresentações. Os espaços sociais atraem reuniões públicas e as trocas da comunidade. Um contêiner, diretamente ligado aos caminhos de pedestres, convida o acesso aos níveis superiores.

Guardar no Meu ArchDaily

© Kim Myoung-Sik

© Kim Myoung-Sik

2. No segundo nível, esculpido em um volume flutuante, o programa inclui um grande e aberto espaço multifuncional que funciona como uma sala de reuniões / assembleias e espaço de exposição, bem como dois estúdios para artistas residentes . As duas paredes frontais, ao longo do eixo norte-oeste e no maior balanço da estrutura, são sólidas e perfuradas apenas por uma série de pequenos orifícios. Localizados em diferentes alturas para serem acessíveis por crianças e adultos, estes furos proporcionam diferentes vistas da paisagem, focando em cenários naturais e urbanos da vizinhança. As menores faces dos conteineres são inteiramente envidraçadas permitindo luz natural, ventilação cruzada e vistas sobre o parque abaixo. Uma escadaria, contida em uma das estruturas, leva ao nível superior.

Guardar no Meu ArchDaily

© Sergio Pirrone

© Sergio Pirrone

3. Uma grande área de decks, no terceiro nível, estende-se ao longo do rio. Assemelhando-se a um trampolim, o deck da cobertura oferece uma vista interessante desde sua posição suspensa, enquanto dois grandes bancos proporcionam espaço para interação social. O forte tratamento gráfico da estrutura, com sua cor amarelo vibrante e com a cor preta na estrutura, letras e decks, tornam a estrutura visível para os carros e pedestres e como um ponto de referência no tecido urbano de Anyang.

Guardar no Meu ArchDaily

Planta Baixa

Planta Baixa

3_Arch_Honor_APAP_openschool_sm

Tolla, Ida

Tolla, Ida

2083acf2d3041863c4fc5ad5cd20793d apap-1204-41 c9008f40609deb58af200724b08b18d2 d76149a3-2478-4f27-ad4d-a26c78a69e9f de1088949ae205fd07314616032d1d8c dsc_0283_edited1 LOT-EK_APAP_Kim_Myoung-sik_23

 

 

Gostou do post? Comente!

%d blogueiros gostam disto: