Inteligencia artificial

Inteligencia artificial (I.A) e suas aplicações no mundo

Inteligencia artificial (I.A) e suas aplicações no mundo A inteligência artificial, também conhecida como “I.A” ou em inglês “Artificial Inteligence (A.I)” procura simular o raciocínio humano, bem como resolver proposições que hoje somente os humanos podem resolver, bem como também nos ajudar em tarefas cotidianas e trabalhos acumulativos hoje feitos pelo homem.

A inteligência artificial está sendo elaborada para fazer parte da sociedade ativa e passivamente para melhorar a vida do ser humano de forma trazer conforto, segurança e confiabilidade em dados compartilhados e usados no dia – dia das pessoas pelo mundo.

Hoje no nosso cotidiano temos inúmeros sistemas de inteligências artificias sendo usados, com os mecanismos de busca da internet, aplicativos de celulares, GPS e muito mais. Estes produtos hoje comercializados para nos ajudar, nada mais é do uma máquina aprendendo como nós seres humanos vivemos nossas vidas, assim gerando dados que no futuro pode nos ajudar ainda mais, criando novas formas de interver em ações que fazemos hoje de uma forma, mas que poderíamos fazer de forma diferente no futuro.

Hoje no campo da inteligência os estudiosos chamam esta área de ” o estudo de agentes e projetos inteligentes”  onde um agente inteligente percebe e analisa o ambiente em questão, criando melhorias nas rotinas inteligentes, para um melhor resultado e aumento da  produtividade.

Inteligencia artificial (I.A) e suas aplicações no mundo

Em 1956 John Mccarthy crio o termo em uma conferência de especialistas em computação e automação em Darmouth Colege, a definindo como “a ciência e engenharia que produz maquinas inteligentes”.

A inteligência artificial é uma área de pesquisa computacional dedicada a buscar dispositivos, que possuam ou multipliquem a capacidade racional do ser humano de resolver problemas. Ou então o estudo computacional que pretende fazer melhor hoje o que os homens já fazem com maestria, talvez um bom exemplo são os carros autônomos.

A grande objetivo das “I.AS”  é fazer aquilo que os seres humanos fazem de forma intender sua complexas soluções logicas de problemas simples, que não podemos ser feitas de forma roteirizadas e automáticas, ou que não sigam um padrão robótico, que já são feitas pelos seres humanos de forma simples com os raciocínios lógicos normais.

A maneira encontra pelas maquinas de resolver problemas lógicos é baseado no erro e no acerto, as inteligências artificiais, calculam milhares de vezes os mesmos passos para melhorar e otimizar a atividade em questão, sempre aprendendo com os erros e com os acertos de cada atividade até chegar a resolução do problema. A capacidade de aprender com cada erro e com cada acerto, vem de um algoritmo logico que define a continuidade de cada ação, determinando um ponto de saída e ponto de chegada, avaliando e refazendo os passos a cada erro ou acerto encontrado no meio deste caminho.

O RECONHECIMENTO DE PADRÕES DA I.A

Além do fato de a inteligência artificial poder reconhecer padrões, tanto físicos como matemáticos, em alguns aspectos da vida cotidiana. Um bom exemplo é seu buscador e sua rede social que sabe baseado em suas buscas e suas atividades na internet o que lhe mostrar quando você está procurando um determinado assunto.

A humanidade vem buscando flertar com a inteligência artificial a anos, bem como a criação de personagens fictícios, como Frankenstein e o Golem, que com o tempo nas histórias em questão aprendem padrões humanos e começam a querer viver como os seres humanos. Estas histórias e fatos fictícios criado pelos autores só nos mostram como este tema permeia em meio os estudiosos de forma a causar medo, e motivação a criação de uma máquina inteligente.

Recentemente com o surgimento dos computadores doméstico, é que o homem se vê envolvido com as “I.AS”, Pois elas fazem parte do nosso cotidiano, causando um certo medo, em algumas áreas críticas, como a segurança dos dados, a segurança de países de grande poder econômico e de ataques cibernéticos a instituições financeiras, por parte de programas inteligentes que aprendem a burlar as seguranças ativas nestes seguimentos.

A inteligência artificial ainda está se expandindo pelo mundo, e não temos como prever com exatidão onde ela poderá chegar, enquanto isso estamos estudando, esperando cada vez mais desta ciência em questão.

Nos capítulos seguintes vamos entender como anda o mercado de inteligência artificial no Brasil, para entender a demanda deste mercado que cresce vertiginosamente no mundo.

1.3 A inteligência artificial no Brasil

O grande medo das pessoas que estudam esta área é se no futuro as maquinas poderão aprender um dia nos controlar de alguma forma, muitos até acham que hoje já nos controlam de alguma forma. Vemos este controle hoje de forma moderada, quando não nos vemos hoje sem um celular na mão ou sem uma conexão com a internet.

hoje temos disponível para qualquer um assistente pessoal, como a SIRI da Apple, e o sistema de busca do Google, que quanto mais usamos mais aprendem sobre nosso cotidiano, chegando ao ponto de dar dicas do que fazer em um dia especifico, ou então já formatando no GPS nosso caminho para casa.

Empresas como Google, Microsoft, e a IBM estão focadas a cada dia melhorar suas inteligências artificias para atender a seus clientes, e para melhor o entendimento daquele que fazem, uso dos seus produtos. Contudo temos que entender que cada empresa tenta, crescer no mercado tentando oferecer o melhor produto para seus clientes, mas temos que entender que tudo é uma base de informação, que está sendo dada de forma ilimitada a máquina com uma inteligência artificial, que pode no futuro aprender como nós vivemos e como viveremos no futuro.

Para entender como isso funciona vamos falar de algumas áreas onde as (I.AS) estão sendo aplicadas.

1.4 Aplicação em linhas de produção

Hoje a indústria automotiva é um grande exemplo de integração da inteligência artificial no mundo, pois quase todo o certo de produção de uma empresa grande de produção de veículos automotores, está toda ela automatizada para criar carros em série. Braços robóticos, programas atuantes nos carros, são programados para gerar uma produção de qualidade e como velocidade para uma demanda nacional e internacional de carros.

E só podemos ver esta alta produção graças a automatização das indústrias automobilísticas.

1.5 Lojas de varejo na internet

Pode parecer uma simples loja, mas acredite, ela está aprendendo sobre seus hábitos de compras, está tentando pegar os eu desejo pelo produto, transformar em conteúdo de alguma forma para fazer o você compra algo que você acha que precisa, mas nem sempre precisa mesmo.

Grandes empresas do varejo como Amazon, tem algoritmos que aprendem com os clientes que usam seu site para pesquisas de produtos, com estes dados, a empresa se volta para melhorar o contato de futuros clientes com produtos mais acessados no seu site.

O Google, faz isso com suas propagandas. Sempre que pesquisamos algum produto para uma futura compra, este mesmo produto passa a te perseguir virtualmente em todos os sites em que se tem propagando do Google. O Google faz isso com um algoritmo que grava sua busca por um produto, e manda esta informação para você em todas as propagando da empresa empregadas em site parceiros, lhe mostrando sempre o melhor preço daquele produto.

Neste momento a “I.A” aprendeu que você quer este produto, então ela começa a fazer você ver promoções deste produtos, não só em sites acessados pelo computador, mas também em seu celular, tablet e smart tv, e é ai que a inteligência artificial ajuda as grandes e até as pequenas empresas a ganhar dinheiro com os seus hábitos.

1.6 “I.A” no jornalismo

No mundo digital de hoje as informações explodem na nossa cara logo quando acordamos, e sites e blogs nos dão informações de todos os tipos. Além dos donos destes sites e blogs fazerem uso dos mecanismos de buscas, hoje pode – se usar inteligência artificial para criar artigos e relatórios automáticos baseados em temas rotineiros, como resultados esportivos, postagens de vídeos e informações de terceiros.

Embora ainda não se pode criar um artigo grande sobre um determinado assunto os sistemas inteligentes podem criar tabelas sobre números econômicos gerado pela bolsa por exemplo, o resultado da rodada de final de semana do futebol e outros esportes, sem que não tenha nenhum ser humano por traz destas informações.

Empresas grandes como o Yahoo! Cria todos os dias dados relevantes e tabelados de todos os tipos somente com maquinas que pegam as informações e transformam em tabelas e gráficos para ser postados em seus sites diariamente.

1.7 Bancos inteligentes

Os bancos também já usam em seus sistemas bancários a inteligência artificial, desde fazer gráficos futuros e pesquisar tendências de mercado, até atender seus clientes virtualmente.

Bancos como bancos Original e o Bradesco, tem em seu sistema um robô que atende clientes, este robô é usado diariamente no atendimento primário ao cliente, nos sistemas de pergunta e resposta, ou seja, você faz uma pergunta e ele te responde com o que ele sabe e aprendeu durante seu funcionamento.

Esta maquinas tem algoritmos que aprendem com as perguntas e com as repostas dadas aos clientes, pois a cada pergunta é gerado um condigo novo em seu sistema e esta informação é comparada com respostas já dadas a clientes passados. E se caso o robô não saiba responder sua pergunta, o mesmo lhe transfere para ser atendido por um atendente humano que ira te responder sua pergunta, mas é neste momento que a máquina aprende com você, pois esta questão não respondida por ela, ira ser armazenada e ira ser estudada pela máquina de acordo com a reposta do atende ao cliente, fazendo com o próximo cliente que faça esta pergunta para a máquina, o mesmo seja respondido no ato da pergunta sem ter que acionar o atendente.

Em um futuro próximo podemos dizer que a profissão de atendente de alguns serviços básicos irá sumir, como por exemplo pedir uma pizza.

1.8 Automóveis autônomos são o futuro

No Brasil ainda temos dificuldade com os automóveis elétricos, mas no mundo várias marcas estão trabalhando em seus produtos autônomos, sou seja, que andam sozinhos, e te levam ao destino de forma automática, somente dando-lhe informação de onde você quer e em quanto tempo chegar.

Hoje o que existem em nosso país são os caros semiautônomos, que ainda dependem da interferência de um humano para finalizar alguma ação.

Como por exemplo, quando você está em uma autoestrada em velocidade de cruzeiro, o carro aprende o padrão da velocidade e mantem esta velocidade mesmo que você não esteja com os pés nos pedais, e também mantendo a trajetória do carro baseado nas faixas da via em questão e freando automaticamente se baseando no veículo que está à frente.

Estas tecnologias nos automóveis vêm sendo discutida no mundo por conta da segurança destes sistemas, pois em caso de acidente que será o responsável pelos danos causados pelo carro.

Mas estamos próximos de ter carro que andam sem motorista em nossas vias públicas.

Contudo temo uma inteligência artificial que está a cada dia mais em nossas vidas, seja de forma ativa ou passiva, isso faz desta tecnologia um grande avanço da humanidade, onde o Brasil precisa criar pesquisas e aprimoramento das tecnologias nacionais para competir no mercado de forma competitiva com os mercados futuros.

Um grande medo das pessoas aqui no Brasil é que em um futuro bem próximo não teremos mais como competir com outros países e perderemos em produção de riqueza, pois sabemos que os hábitos e a vida cotidiana vai mudar e temos que pensar que cada movimento feito no mundo com relação a tecnologia deve ser leva em consideração.

Gostou do post? Comente!