Empreender ou trabalhar CLT?

Empreender ou trabalhar CLT? Eis uma duvida muito grande.

Antes de tomar essa decisão é necessário fazer uma analise do seu perfil, entender se é uma pessoa ousada e disposta a assumir riscos, pois não é só de motivação que vive um empreendedor. Ou se é uma pessoa que veste a camisa da empresa em que trabalha e se emprenha para galgar cargos nela.

A partir deste reconhecimento de habilidades e dos sonhos que traz consigo, é o momento de suor, estudo, dedicação, e nunca desistir diante dos obstáculos. 

No regime celetista, regido pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), o colaborador se sente mais seguro, por ter salário fixo definido; 13º salário; férias com 30 dias de descanso remunerado + ⅓ do salário; seguro desemprego; horários de trabalho mínimo e máximo estipulados por lei; vale transporte; FGTS onde empregador deve recolher 8% do salário bruto do funcionário para o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Além de benefícios adicionais como: convênios; seguros; vale alimentação; possibilidade de aumento salarial, entre outros.

Muitas pessoas preferem trabalhar em empresas, desfrutando de uma vida mais estável, possibilitando planejamentos a longo prazo e com uma margem de erro menor, e não há nada de errado em desejar estabilidade e construir uma carreira solida em uma empresa. Porem também existem as desvantagens, onde será sempre subordinado a alguém, mesmo ocupando os cargos mais altos em uma empresa que lhe ofereça autonomia, nunca poderá determinar as suas metas e tomar decisões de acordo com a sua cabeça. Se recebe bônus por produtividade, o fato é que os lucros que você produz vão para os cofres da organização. Mesmo que as chances de crescer profissionalmente sejam grandes, você é apenas uma parte da engrenagem. Tudo isso, em troca da estabilidade da carteira assinada.

E se tudo der errado e a empresa fechar? E se seu cargo for extinto? E se a máquina substituir a sua mão de obra? E se a empresa decidir contratar uma pessoa mais jovem para ocupar o seu cargo?

Claro que poderá investir em conhecimento sempre e se manter atualizado ao mercado, buscando um crescimento constante. Mas muitos não fazem isso, pensam que possuem estabilidade e que não precisam de atualização e vivem na zona de conforto.

A pessoa com o perfil empreendedor, tem muito mais do que sonhos e motivação, ela tem paixão pelo que faz, tem ousadia e sabe que é necessário dedicação total do seu tempo, porque ficar à frente da concorrência requer muito esforço, criatividade e inovação. É preciso oferecer produtos e serviços de qualidade, pelos melhores preços e isso já é um grande desafio.

Os cursos de empreendedorismo e planejamento auxiliam muito quem esta começando e se descobrindo como empreendedor.

O empreendedor não possui os benefícios do trabalhador CLT, o que ele coleciona são enormes listas de obrigações com os trabalhadores, consumidores, com o governo municipal, estadual, federal, com órgãos ambientais, órgãos de vigilância sanitária, etc. O único direito que possui é de colher os frutos do lucro ou do prejuízo.  

Para colher os frutos é necessário ter foco contínuo no auto-desenvolvimento; conhecimento de ferramentas de gestão; ambição de gerar impacto positivo na vida das pessoas e predisposição a tomada de riscos.

Não pense que um caminho é mais fácil do que o outro, porque não é. Pondere os prós e os contras, tome a decisão, siga em frente e faça acontecer, pois o mercado oferece inúmeras oportunidades para quem tem disposição.

Lute para alcançar o sonho que faz seu coração bater mais forte e faz os seus olhos brilharem. Só é feliz quem faz o que ama.

Gostou do post? Comente!