Arquitetura em movimento, tipos de construções

Arquitetura em movimento, tipos de construções

Arquitetura em movimento, tipos de construções Podemos ver a arquitetura por vários ângulos diferentes, e isso é o que tem de mais bonito na arquitetura, a sua pluralidade e sua extinção e atuação no meio humano e comum. Dito isso podemos dizer que uma arquitetura em movimento é aquela que se modifica, mas se modifica não de acordo com as necessidades imperialistas, mas com as necessidades sociais.

A arquitetura está em movimento por vários motivos, a política pode ser um deles, mas também a necessidade das pessoas faz com que esta arquitetura está em voga sempre. Temos vários governos pela história da humanidade usando a arquitetura como modo de mostrar forças, e isso não tem valia a ser citado aqui, pois sabemos que os governos que fazem isso, fazem somente pelo poder a ser emancipado.

Mas a população que tende a querer uma vida melhor sempre vai pedir uma arquitetura ou um urbanismo de qualidade para suas cidades, não é de se espantar que grandes países, tem em sua grande maioria as cidades melhores urbanizadas e cidades que atendem mais o seu cidadão.

Arquitetura em movimento, tipos de construções

Podemos dizer também que a tecnologia ajuda a arquitetura estar em movimento, ajuda a arquitetura a criar o novo, a fazer processos antes demorados ficarem mais rápidos, construções que antes levavam anos para ficar prontas hoje ficam prontas em meses, temos as máquina que a muito estão nas vidas das pessoas, e a arquitetura está ia para dizer que fez parte desta inovação, se movimentando para mostrar que criar é nossas arte.

A para falar de cada tipo de construção existente, vamos falar de modelos de construções hoje existentes. A quem diga que as novas construções estão extremante levando muito a forma em consideração e esquecendo a função e outros dizem ao contrário, mas, o que dizer de uma obra que revoluciona em atender seu usuário, estamos falando de construções que permitem as pessoas a vislumbrar o novo em suas bases.

Trazer algo novo arquitetura é difícil, mas estudar culturas e fazer o novo aparecer me parece a nossa sina como profissionais, por que sempre teremos clientes ávidos pelas as novidades.

Gostou do post? Comente!